Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo dos Queijos

Um mundo derretido ou fresco, inteiro ou as fatias suíço, francês ou até português. À entrada, como sobremesa ou até mesmo no prato principal. Neste mundo, come-se de tudo!

O Mundo dos Queijos

Um mundo derretido ou fresco, inteiro ou as fatias suíço, francês ou até português. À entrada, como sobremesa ou até mesmo no prato principal. Neste mundo, come-se de tudo!

TPC: Redacção do jantar de gajas

por omundodosqueijos, em 27.08.10

Ontem foi mais um jantar de gajas. Cinco gajas, boas e poderosas foram experimentar jantar, juntas num restaurante tipicamente Nepalês.

Fomos chegando e dando mais ou menos bem e sem incidentes com o restaurante. Ao entrar fomos tendo um presságio que o jantar, naquele espaço, não iria acabar bem. O espaço era pequeno demais para nós (que numa perspectiva positiva poderia quer dizer que se tratava de um lugar acolhedor). A mesa à nossa espera convidava aos abraços de saudades (sim, porque mesmo que já não estejamos juntas um dia que seja, o sentimento exclusivo do portugueses, persegue-nos), aos beijinhos, às frases de clichê: “Onde pensas que vais hoje? esse vestidinho… hum hum!”

As entradas já estavam a nossa espera, uma papa com molhos. E neste momento interiorizei mais uma vez, que cada vez mais, NÓS, estamos muito parecidas comigo e com a minha mãe. É que já não conseguimos mentir, a verdade está estampada nos nossos olhos, quando estamos juntas. Tentamos enganar uma das gajas boas, aliciando a comer em quantidades industriais, um dos molhos com a papa e, rapidamente ELA percebeu que aquele molho não era bom, isso que nos até estávamos a ser bastante convincentes (por muito estranho que possa parecer).

O jantar prosseguiu com as “novidades”:

  • A exagerada contou (com muita ajuda do público, vá pronto confesso-me linguaruda, mas e então? Gaja que é gaja, ajuda a amiga a exteriorizar as coisas boas) que está numa fase IN, afinal de contas, ela tem uma PRIMA*. Mudou-se de assunto quando este, chegou aos pormenores impróprios para serem relatados num restaurante tão ACOLHEDOR.
  • A minha reguense deliciou-nos com pérolas do Portugal do “Nós por cá”. Ora não é que há uma terrinha parada no tempo das televisões a preto-e-branco, onde a empresa ECOVISÃO, equivale a tão querida Eurovisão. E mais, nessa mesma terra, o pó que anda por aí, pelo ar, provoca silicone nos pulmões?
  • A doce mau-feitio confidenciou-nos que agora corre todos os dias, uma hora/dia. E contou ainda que foi uma sugestão de um amigo** (de desporto)! Constatamos ainda que as corridas começaram apenas na segunda-feira e que ontem não correu porque o cabelo, a corrida e o jantar de gajas são incompatíveis. Tudo isto contado com a pleura da dita, irritadíssima.
  • A ETC, contou que vai mudar de casa e não, não vai mudar de casa daqui a um mês, é mesmo já este fim-de-semana. Vai morar para bem pertinho do meu local de trabalho, o que até dá um certo jeito, porque estou a pensar na próxima segunda com uma tapeware de sopa, ir bater-lhe à porta para almoçar. Tenciono ensinar-lhe que quando se diz aos “quefrôr”: não obrigada, não queremos nada, não devemos ficar espantadas e apontar para centinódia de colares e pulseiras que o homem transporta para impingir (e neste caso, lá da terrinha dele até ao Nepal), pois habilitamo-nos a levar com um piscar-de-olhos do dito cujo, é desagradável, muito desagradável, é enjoativo.
  • Eu, desfilei o meu novo telemóvel, um bando de cromossomas X juntos, conseguiram enviar aquilo que foi, a minha primeira mensagem via telemóvel para o facebook, o chamado facebook mobile. Preencheu-se o livro de reclamações, deste estamine, foi injuriado, que neste blog, só se fala de boa-vida, de férias, de sapatos e de surf/ski (depende bastante da estação do ano). Não tive grandes oportunidades para refutar.


O jantar prossegui com o chamuças, que não seriam as desejadas, mas que no entanto seriam as verdadeiras chamuças (complicado de entender, mas a verdade é que vários saltos altos juntos num espaço pequeno, a lógica não é a mesma coisa). A senhora nepalesa que servia quase bem à mesa, foi mandada gentilmente e educadamente calar.

Foi-nos oferecida a sobremesa, sim, oferecida. Lambuzamo-nos todas com a mesma.

Discutimos o motivo do gesto usado para pedir a conta, aparvalhamos no porque de se fingir que se escreve com letra à primária num quadro imaginário à frente da testa, quando nos tempos que correm, se deveria digitar (como se faz numa máquina de calcular, computador, ou telemóvel). Estupidificamos a entender se no tempo dos nossos antepassados, a conta nos restaurantes era pedida com o gesto no ar de um simulador de ábaco.

A noite acabou numa esplanada qualquer, a agir pacoviamente e a expelir a pleura da mau-feitio contra o homenzinho que trabalhava na esplanada, tudo porque ela pediu-lhe a conta só dela e, o homem disse-lhe o valor total da mesa.

Caso para dizer, "Hum... Não vamos lá assim!..."

Até breve, amigas, que isto de jantar de gajas faz bem à saúde e como o que se quer é saudinha, trabalhemos para que ela exista.

P.S. - 1 As fotos que estão no meu NOVO telemóvel serão expostas aqui, nesta humilde casa, após conseguir o feito de as transferir para o meu PC.

P.S. - 2 Bem sei que este post se alongou e não está digno da noite de ontem, mas entendam... estou cansada e amanhã tenho de madrugar.

*PRIMA – adj. f. Qualificação dada ao respectivo da gaja boa, o mais-que-tudo, a pessoa amada, o fofinho que colora a vida de cor-de-rosa, etc.

** AMIGO - sub. m. Provavelmente espécie que ainda não chegou a estatuto de PRIMA, mas com um peso considerável na forma de agir no dia-a-dia.

Site Meter

Blogs Portugal

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Favoritos